LOURES PÔS FIM AO PLENO DE VITÓRIAS DO TORREENSE

Atualizado: Nov 16


Decorreu hoje, dia 15 de novembro de 2020, o jogo em atraso recorrente à 1ª jornada da série F do Campeonato de Portugal, no Campo Manuel Marques, em Torres Vedras, o duelo entre a equipa da casa, o Sport Clube União e Torreense e o Grupo Sportivo de Loures. À partida para este jogo, bem diferente o decorrer de época dos dois emblemas, onde a equipa da casa partia como favorita para a vitória neste confronto, pois nos 6 jogos anteriormente realizados nesta temporada, levava todos de vencidos e sem qualquer golo sofrido até ao dia de hoje. SCU Torreense que partia para esta jornada em 3º lugar na classificação geral da série F do Campeonato de Portugal, com um e dois jogos em atraso, respetivamente para os dois primeiros classificados desta mesma série, o FC Alverca e o Caldas SC. Referir ainda que estiveram presentes algumas dezenas de adeptos no exterior do estádio, aproveitando algumas zonas com visão para o relvado, maioritariamente atrás da baliza norte do recinto desportivo do Sport Clube União e Torreense. Sport Clube União e Torreense que alinhou no seu tradicional 3-4-3, com o seguinte XI inicial: (GR) Marcelo Valverde (12), David Rosa (21), Mamadu Traoré (2), Benny (4), (C) Wellinton Matos (22), Zézinho (5), Aílson Tavares (6), Ragner Paula (7), Rodirgo Lima (88), Filipe Andrade (9) e Jorginho (99). Jogaram ainda na formação da casa: Fred Martins (15), Ricardinho (98), Silas (77) e ainda, Gustavo Tocatins (80). Grupo Sportivo de Loures que se apresentou no Campo Manuel Marques com o seguinte XI inicial: (GR) Raphael Cruz (1), Hugo Santos (2), Afonso Simão (23), Ken Sebastian (44), Sérgio Félix (31), Edson Pires (26), (C) Tiago Batista (8), Bruno Carvalho (18), Itallo Ribeiro (83), Tharcysio Henrique (9) e Adílio Varela (99). Jogaram ainda: Deritson Lopes (4), Diogo Carvalho (16), José Semedo (10) e Paulo Tavares (11). No jogo jogado, a equipa de Torres Vedras entrou muito bem, muito pressionante sobre o adversário, com um lance duvidoso na área do GS Loures, após um jogador da equipa visitante, alegadamente, ter jogado a bola com o braço. Ainda assim, o árbitro, bem posicionado, decidiu não assinalar qualquer falta à equipa visitante. Aos 4 minutos, a equipa do Loures teve uma das suas poucas oportunidades para fazer golo, mas o cabeceamento de Tharcysio Henrique, o camisola 9 da formação da Grande Lisboa, a passar muito perto do poste da baliza defendida pelo guardião brasileiro Marcelo Valverde, que defende as cores da formação Torriense.

A equipa orientada pelo experiente treinador Filipe Moreira, foi sempre tentando responder à ameaça feita pela formação visitante, controlando grande parte do jogo, com um ritmo muito bom nos primeiros quinze a vinte minutos, mostrando ao que vinha e queria dar continuação ao brilhante inicio de época que vinham a fazer até então. Até que aos 44 minutos de jogo, o capitão da formação do concelho de Loures, consegue finalizar com sucesso uma bela jogada ofensiva contruída pelo lado esquerdo do ataque do GS Loures. Terminou assim a primeira parte do encontro com o golo de Tiago Batista (8), contrariando o rumo de toda a partida nos primeiros 45 minutos. Após um merecido descanso, as equipas voltam ao bem tratado relvado do Campo Manuel Marques, com a equipa da casa a ser obrigada a correr atrás do prejuízo de ter um golo de desvantagem. Tal como no inicio da partida, a formação do Torreense, entra mais forte e decidida a recolocar o jogo empatado, ameaçando com um remate a embater na barra da baliza do Loures após um potente remate de David Rosa (21). Filipe Moreira efetuou alterações ao intervalo, com as entradas de Ricardinho (98) e Silas (77) e o primeiro veio mexer com o jogo e à passagem da hora de jogo, conseguiu conquistar uma grande penalidade após um passe brilhante de trivela de uma das figuras da equipa Torriense, o ex-Praiaense, Filipe Andrade (9). Para fazer o empate, este último, engana o guarda-redes colocando a bola sobre o lado esquerdo da baliza do guardião, Raphael Cruz (1) e somando o 7º golo em sete jogos com a camisola azul-grená. Com o empate devolvido ao marcador, a formação de Torres Vedras ganhou novo fôlego e o mesmo Ricardinho (98), voltou a conquistar mais um lance de castigo máximo, à passagem do 67º minuto, a condenar uma falta do camisola 44 do Loures, Ken Sebastian. Duas grandes penalidades incontestáveis a favorecer a equipa da casa e de novo, chamado Filipe Andrade (9) para tentar bisar no jogo, mas muito ingénuo da forma como executa a grande penalidade a permitir que Raphael Cruz (1) consiga defender. Execução fotocópia do lance anterior e o guarda-redes da formação visitante a ler o pensamento do magnifico avançado do Sport Clube União e Torreense. A partir desse momento, a formação do Torreense continuou a pressionar a equipa forasteira em busca dos três pontos, sendo que o jogo foi de um só sentido e apenas uma das equipas tentava ferir o emblema adversário. Nesse sentido, o recém-entrado Gustavo Tocantins (70), a ter uma bela oportunidade para dar a reviravolta no marcador para os caseiros, mas o cabeceamento saiu muito perto do poste da baliza do Loures, quando decorriam 81 minutos do encontro. Ao minuto 87, Filipe Andrade a ter mais uma oportunidade, após antecipação ao defesa e também ao guarda-redes do GS Loures, mas a perder muito ângulo após uma receção de bola que foi demasiado puxada para perto da linha final e mais para o exterior da área.

Manhã de futebol tranquila para o guarda-redes do emblema Torriense, que só foi chamado a intervir já nos últimos dez minutos do encontro após um livre perto da linha final, muito perigoso batido pelo autor do golo e capitão da formação de Loures, Tiago Batista (8). A equipa do Loures, a partir dos 70 minutos, começou a quebrar o ritmo de jogo, com sucessivas percas de tempo dos jogadores, simulando dificuldades físicas. Ao cair do pano, Silas (77), o jogador que entrou também ao intervalo, teve uma oportunidade soberba para fazer o 2º golo do Torreense, mas encontrou pela frente um inspirado Raphael Cruz (1). Apito final e o Torreense a ceder os primeiros pontos no campeonato, acabando também a sua imbatibilidade mas a manter o bom momento, sem perder e já lá vão 7 jogos oficiais na temporada, juntando os cinco da série F do Campeonato de Portugal com as duas primeiras eliminatórias da Taça de Portugal. Jogadores mais SCU Torreense: Ragner Paula (7) e Ricardinho (98). Jogadores mais GS Loures: Tiago Batista (8), Afonso Simão (23), Raphael Cruz (1). Nota ainda para o árbitro do encontro, Bruno Vieira a exibir-se em bom plano e a assegurar um jogo seguro e sem grandes razões de contestação para ambos os lados, apesar de ter amarelado o treinador da equipa do Torreense, Filipe Moreira, após o término da partida.


Foto: Direitos reservados

Texto: Diogo Silva

66 visualizações

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro