SUB-12 DO LOURINHANENSE FINALISTAS PELA TERCEIRA VEZ CONSECUTIVA



Já diz o ditado: não há duas sem três. Em pouco mais de duas semanas, a equipa de sub-12 do Sporting Clube Lourinhanense disputou a terceira final consecutiva em torneios de fim de temporada da respetiva categoria.


Após o segundo lugar na Atalaia de Alenquer, no Dia de Portugal, tendo discutido o jogo decisivo contra a Académica da Amadora (1-2), num torneio onde participaram oito equipas. No fim de semana seguinte (18), nova final, desta feita frente ao Sporting Clube de Portugal, na Figueira da Foz, numa competição em que estiveram presentes 14 clubes. Desta feita, os sub-12 lourinhanenses estiveram a um passo de conquistar o Mértola Cup. Três dias muito intensos (24 a 26 de junho), em que a comitiva lourinhanense teve que superar várias adversidades que ocorreram no seio do grupo, inclusive o internamento do seu guarda-redes Rodrigo Piedade, na madrugada de sábado, no hospital de Beja. "Estas situações trouxeram uma carga emocional que nunca antes havia sentido no futebol. Em 13 anos disto nunca havia vertido uma lágrima, mas neste fim de semana a mim e não só saíram muitas. A maior parte delas de descarga emocional, algumas de tristeza e muitas de felicidade", partilha o treinador lourinhanense, Nelson "Néu" Augusto, na sua página do facebook. No primeiro dia de competição, os "Leões do Oeste" jogaram a fase de grupos frente a Barreirense (0-2) e Arrudense (4-0). Os três pontos somados valeu aos lourinhanenses o segundo lugar no seu grupo e a consequente passagem aos quartos de final. O internamento de Rodrigo na madrugada de sábado abalou emocionalmente as hostes lourinhanenses, mas dentro de campo os pupilos de Néu deram a melhor resposta: de manhã, carimbaram o passaporte para as meias-finais depois de um triunfo, por três bolas a zero, frente ao Ouriquense; e à noite, voltaram a aplicar 'chapa três', desta feita ao Brejos de Azeitão (3-0), no acesso à grande final do torneio. O jogo decisivo, no domingo, voltou a ter como opositor o Barreirense, com quem o Lourinhanense havia feito a estreia na quinta edição deste prestigiado torneio alentejano de futebol juvenil de final de época. Mas, desta vez, a história do encontro foi bem diferente, com a turma da vila dos Dinossauros a vender bem cara a derrota (1-2) e a ficar com razões de queixa da arbitragem. "Quarta final da época, terceira em três fins de semana. Voltámos a não a vencer. Pela primeira vez digo, fomos injustiçados no lance do segundo golo adversário precedido de falta e mandámos duas bolas no poste. Merecíamos mais pelo que passámos, mas o que ganhámos foi mais do que perdemos. Saímos mais amigos, mais homens, mais ricos...", desabafou, ainda, Nelson Augusto, na sua publicação, nas redes sociais.


Sublinhar que, o promissor jogador lourinhanense, Salvador Garcia (na foto em cima), foi o melhor marcador do torneio com cinco golos. Por último, refira-se que integraram a comitiva lourinhanense, os seguintes jogadores: Gabriel, Rodrigo Piedade, João Rodrigues, Rodrigo Fonseca, Frederico Amorim, Francisco Almeida, Diego Pedro (1 golo), Guilherme Pereira (1 golo), Sasha (3 golos), Miguel Barreira, Vasco Reis, Salvador Garcia (5 golos), Martim Severino, Tomás Bernardino (1 golo) e Simão Andrade. A equipa técnica liderada pelo treinador Nelson Augusto, que contou com os seus adjuntos, Hernâni Pereira e Micael Silva. Os delegados, Ivan Kharyton e Paulo (que desempenhou e bem, também, a função de motorista). Além duma fantástica claque, composta maioritariamente pelos pais dos jogadores, que do primeiro ao último minuto foram sempre incansáveis no apoio à equipa lourinhanense. Esta foi a última competição da temporada para os sub-12 do Lourinhanense, que esta quarta-feira realizam o último treino.


Texto: Duarte Nuno Gomes

Fotos: Direitos reservados

309 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo