O EFEITO CORONAVIRUS NO FUTEBOL PORTUGUÊS

O futebol está de regresso em Portugal... mas, só para "alguns"!

Faltam poucos dias para a bola começar a saltar nos palcos portugueses... é já no próximo dia 3 de Junho que será reatada a temporada 19/20 da Superliga.

Os amantes do futebol vão poder "esquecer" por momentos a pandemia e vibrar com as emoções que o desporto-rei provoca nos adeptos.

Mas, nem todos poderão viver as mesmas emoções pois só o principal escalão voltará a entrar em ação. Sendo a Segunda Liga uma competição igualmente profissional, muitas foram as vozes que se pronunciaram contra o facto da mesma não poder ser concluída.

Abaixo do profissionalismo, gerou-se uma grande confusão com a temporada atípica que se viveu nomeadamente nas questões das subidas e descidas. O Campeonato de Portugal espelha bem o critério duvidoso que muitas vezes gira em torno do futebol português: a forma como Vizela e Arouca foram promovidos ao futebol profissional é no mínimo discutível.

Quanto ao futebol distrital... bem aí então, nem se fala! Estando ainda muitas equipas com a expetativa de poderem vir a ascender de patamar competitivo. Olhando só às equipas da região Oeste: o Sporting Clube Lourinhanense ainda sonha com uma "repescagem" para regressar ao futebol nacional, bem como o Sport Clube Escolar Bombarralense e o Clube Desportivo de A dos Cunhados que têm a esperança de subir um degrau na hierarquia distrital.

É verdade que a pandemia complicou a vida a quem organiza as competições no futebol português... mas também é inequívoco que o mesmo tem estado muito mal estruturado e que necessitava duma mudança urgente no que diz respeito à reestruturação dos quadros competitivos...

Parece que é desta que tal vai acontecer... "empurrado" ou não pelo coronavirus o futebol português irá ter nas próximas épocas, novos quadros competitivos que visam premiar o esforço e o investimento que os clubes fazem.

Já chega de "matar" o futebol português... o futebol em Portugal vai muito além da Superliga! Tem de ser visto além do compadrio existente no futebol profissional... para não aparecerem mais casos como por exemplo o do Praiense, que tem sido dos clubes mais prejudicados no futebol não profissional em virtude da regulariedade da competição não ter vindo a ser premiada (!). Levando a que o emblema mais representativo do futebol da ilha Terceira se veja na contingência, após várias temporadas com uma aposta elevada, do desinvestimento...


Texto: Duarte Nuno Gomes

484 visualizações0 comentário

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro