FIQUE EM CASA COM... RICARDO CANOA

"O SOL VAI VOLTAR A BRILHAR"



Como está a ser a adaptação à nova realidade?

- Uma adaptação um pouco difícil, sempre fui habituado a estar rodeado de pessoas, fossem elas clientes, família, jogadores ou amigos e nesta fase isso é impossível.

Tento não fugir ás rotinas que tinha mesmo que muito mais limitadas e dentro do possível mantendo todas as recomendações da DGS.


Descreva-nos o seu dia à dia?

- O meu dia a dia tem sido, casa-trabalho / trabalho-casa.

No tempo que estou em casa tento tirar o máximo de proveito, entre fazer exercício físico, melhorar os meus dotes de culinária, planear a próxima época desportiva e por fim ver umas séries ou manter me atualizado com o mundo no que diz respeito a esta pandemia e seus efeitos.

No entanto tenho feito coisas que não fazia porque não tinha tempo ou vontade (risos).


De que maneira está a encarar esta pandemia?

- Com enorme preocupação e respeito. Tento ao máximo proteger-me e proteger os que estão ao meu redor pois uma pequena distração ou algum ato irresponsável poderá prejudicar muitas vidas.

Preocupa-me a forma como este vírus invisível ataca, pelos números impressionantes de infetados e mortes que tem causado em todo o mundo, é a demonstração que não acontece só aos outros e todo o cuidado é pouco.

E depois, perceber como vai ser o mundo no pós pandemia, também é algo que me tem tirado o sono, todos nós temos essa pergunta nas nossas cabeças e ninguém sabe a resposta.


O que acha que vai mudar no mundo?

- Nos primeiros tempos acredito que haverá um maior cuidado de todos no que diz respeito a cuidados de higiene, (lavar as mãos, desinfetar, os cuidados a ter com a tosse e espirros) até porque acredito que vai passar a ser uma rotina no dia à dia, em trabalho, num restaurante ou em qualquer local público que iremos.

Penso que vamos valorizar muito mais a nossa liberdade e aproveitar os dias de forma diferente.


Acredita que o número de casos que nos são veiculados, são verdadeiros?

- Penso que não é fácil chegar a essa conclusão, mas quero acreditar que tudo é real e feito de forma transparente para o bem de todos.


Acha que todas as competições desportivas que esta temporada não chegaram ao fim deviam ser anuladas?

- Em relação a esse assunto teríamos aqui conversa de muitas páginas de jornal, qualquer decisão que se tome em relação à forma como os campeonatos devem terminar nunca será de acordo entre todas as partes.

Caso se venha a confirmar a anulação de todas as competições sem subidas e descidas irá sempre beneficiar umas equipas e prejudicar outras, ficando sempre um sabor mais amargo nas equipas que iam bem encaminhadas para uma possível subida como era o nosso caso (Clube Desportivo A dos Cunhados).

Uma mensagem aos leitores...

- É sem duvida alguma, uma guerra sem armas que estamos atravessar, todos nós temos papel importante para ajudar a travar esta pandemia num simples “ficar em casa”.

Quero deixar uma mensagem de esperança e fé. O sol vai voltar a brilhar da forma como todos gostamos de ver, vamos voltar abraçar a família e os amigos, festejar um golo da nossa equipa de forma efusiva e coletiva entre outras coisas que tanto sentimos saudades.

Sejam pacientes e responsáveis, todos nós dependemos uns dos outros.

É hora de trabalharmos em equipa sem estar perto, unidos e confiantes com o objetivo de chegar ao fim desta batalha vencedores.


#vamosficartodosbem

541 visualizações0 comentário

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro