FIQUE EM CASA COM... PEDRO ALEXANDRE

"UNIÃO E TRABALHO DE TODOS CONSEGUIREMOS ULTRAPASSAR ESTE MONSTRO INVISÍVEL"


Como é a sua rotina diária? - Todos os dias pelas 8.00 levanto-me e vou fazer a minha vida normal como se tivesse a trabalhar, mas na realidade não vou ao trabalho, #fico em casa. Depois vou tratar dos trabalhos domésticos, de passear os cães e organizar a parte da tarde, onde faço regularmente treino físico (antes desta pandemia era feito de manhã antes do trabalho) em casa com rolos de bicicleta e trabalho o core com exercícios isométricos, para manter a mente ocupada, porque temos o clube encerrado e as actividades finalizadas por esta época. Ao que dá mais valor fazer atualmente? - Dou valor ao que já dava anteriormente, que era estar com a minha família e estar bem de saúde, em especial com o meu filho, que me dá enorme alegria e satisfação vê-lo crescer. Como encara esta pandemia? - Encaro-a com grande preocupação, porque não temos a solução e sejamos ricos, pobres ou de qualquer raça humana estamos sujeitos à perda ou grandes danos na nossa saúde, causada por um vírus que não vemos nem sabemos como o eliminar e isso demonstra a fragilidade do ser humano. O que acha que nunca mais vai ser igual no Mundo? - Provavelmente não iremos ter todas as facilidades sociais no imediato que tínhamos antes do coronavirus - Covid-19. Mas, os humanos têm uma capacidade enorme para se regenerar, e voltar a ter o mundo parecido com o que tínhamos, mas com mais preocupações com a higiene e todos os detalhes de limpeza e segurança. Está preocupado com o futuro? - Sim, claro que estou preocupado com o futuro e não é para menos. Quando tenho responsabilidades familiares e para com o Clube, nomeadamente com as equipas técnicas e atletas do campeonato municipal, distrital ou do Cercafcesports - digital, que são todos o nosso orgulho, fazem a Direção trabalhar para que tenham as condições ideais para serem bem sucedidos e felizes no Clube. Neste momento temos as despesas inerentes ao normal funcionamento do Clube e não temos receitas nem meios para as obter, daí uma grande preocupação, mas vamos trabalhar para que nada falte. Conhece pessoas que estão na linha da frente a lutar contra esta calamidade. O que lhes diria? - Sim, conheço pessoas da linha da frente, no combate a pandemia. Digo-lhes palavras de incentivo e transmito-lhes confiança e coragem para enfrentar um inimigo desconhecido, e com a união e o trabalho de todos conseguiremos ultrapassar este monstro invisível. Que palavra deixa aos nossos leitores?

- A todos os leitores quero deixar uma mensagem de esperança, coragem e de união, com muita responsabilidade de todos (ficar em casa, os que podem), porque vamos depender uns dos outros para ficarmos bem.

Vamos ter muita calma e tranquilidade, que em equipa vamos vencer este vírus e esta batalha para regressarmos mais fortes.

Agradeço em nome pessoal e do Cerca Futebol Clube todo o trabalho que a revista Amor à Camisola está a fazer a nível regional com os Clubes e Associações.

Obrigado.

#Fica em Casa #vamos ficar todos bem  


183 visualizações0 comentário

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro