FIQUE EM CASA COM... MARGARIDA FLORÊNCIO

"NESTE MOMENTO, SOMOS TODOS DA MESMA EQUIPA"



Como está a ser o seu dia à dia? - O meu dia à dia passa por tentar não perder a rotina de faculdade e treinar. Estudo desporto e tenho aproveitado esse tempo para me treinar a mim mesma e perceber no que posso e devo melhorar sendo uma "auto-avaliação", tenho treinado todos os dias. Torna-se um pouco complicado o contacto com os patins pois vivendo num apartamento é difícil ter essa possibilidade mas admito já estar com muitas saudades da adrenalina de treinar e jogar com a competitividade a que estava habituada. Tenho estado entretida com os trabalhos e exames da faculdade que também tem sido uma novidade devido à situação em que nos encontramos todos agora.


Completou 23 anos na passada segunda-feira. Como passou o seu dia de aniversário?

Foi difícil não festejar a data como habitual? - Foi bom, junto das pessoas que amo mas incompleto pois era dia de ter a mesa rodeada de amigos, apesar de eles estarem presentes via skype! Foi diferente mas muito bom!

Há quantos dias está em isolamento social? - Estou em isolamento social desde o dia 10 de março.

De que maneira encara esta pandemia? - Encaro como uma lição, em que vamos aprender a valorizar as pequenas coisas da vida, os pequenos momentos e a ver tudo de uma maneira diferente.

Acredita que o mundo vai ser diferente no futuro ou acha que vai ficar tudo na mesma? - Quero acreditar que em parte a mentalidade das pessoas vá mudar mas por outro lado temo que irá ser mais do mesmo. A verdade é que isso irá depender de todos nós.

Acha que se deveria anular as temporadas desportivas de todas as modalidades? - É uma questão complicada de responder mas como estudante de desporto tenho duas opiniões. Gostava muito que fosse possível acabar a temporada desportiva mas temos de ter o pensamento e noção de que a falta de competitividade e da rotina de treino é um aspecto fulcral para o bom rendimento. Por muito que haja treinos diários em casa e a tentativa de não perder na totalidade a rotina, a falta de contacto com o ambiente do desporto e a tudo o que nele está integrado, será muito complicado manter o nível de exigência e de rendimento esperado por parte dos treinadores. Quanto mais tempo passar penso que mais difícil se torna de voltar ao que estávamos habituados. Se falarmos pelo coração, obviamente que o espectáculo do desporto deveria voltar mas isso tem um peso enorme e muita coisa em jogo.

Que mensagem deixa aos leitores? - Pensarmos que neste momento estamos no jogo mais importante da nossa vida, onde temos de nos proteger a nós e a quem nos rodeia para que no fim disto tudo seja possível estarmos todos juntos, seja em contexto desportivo ou fora dele. Neste momento, somos todos da mesma equipa!

20 visualizações0 comentário