FIQUE EM CASA COM... JOSÉ MELICIAS

Atualizado: Mai 1

ESPERO QUE VALORES COMO SENSIBILIDADE, ENTREAJUDA, SENTIDO COMUNITÁRIO SEJAM LEVANTADOS



O que é que esta pandemia afetou a tua vida em termos sociais e familiares?

- Felizmente até ao dia de hoje ninguém próximo em termos familiares foi afetado com o vírus o que reforça o mais importante, que estamos todos bem e de saúde. Mas em termos sociais tem sido um isolamento longínquo e difícil, devido ao distanciamento de todos aqueles que mais gostamos, e nesse aspeto confesso que já tive dias mais felizes, e que não vejo a hora de poder ter a liberdade de reunir com as pessoas que mais gosto. 

O que tens mais saudades de fazer?

- Tenho saudades de ter a liberdade de fazer o que nos apetecer, desde de jantar fora com amigos e família, a ir ver um jogo de futebol ao vivo, etc. Mas resumindo saudades de escolher o que fazer. 


Como é que encaras a presente calamidade?

- Sinto que a pergunta responde por si só, como uma calamidade, e isto irá trazer consequências e mudanças drásticas na vida de todos, e como em qualquer calamidade, uns sairão completamente destruídos das mesmas e outras serão beneficiados, mas espero que valores como sensibilidade, entreajuda, sentido comunitário sejam levantados, de forma a que todos melhor ou pior passem por estes tempos de incerteza e insegurança com a mínima dignidade e conforto.


Viveste na China, país em que teve início esta pandemia, a exemplo de outras que também tiveram lá o seu aparecimento... como é que caraterizas a sociedade chinesa e o seu modo de vida?

- É um mundo diferente do nosso, com valores, tradições, regime alimentar e sentido para a vida completamente diferentes do nosso senso comum. Mas penso que isto não é um problema chinês nem causado por causa de um estilo de vida de um país, mas sim por uma globalização do nosso planeta, onde num dia podemos estar em Pequim e no outro em Nova Iorque, e isto leva a um fluxo maior de contacto entre diversas culturas e por consequência negativa, a possível propagação de mais doenças infecciosas. O foco está em melhorar os sistemas de rastreamento, porque esta pandemia foi originada na China mas a próxima poderá ser noutro país qualquer. 


Estás preocupado com o futuro próximo?

- A incerteza, o não ter dados suficientes para pelo menos planear um pouco o futuro deixa-me apreensivo e preocupado, pois o confinamento e a desconfiança que a população possui de contacto após o levantamento das medidas de isolamento irá modificar todo o sistema já implementado. Mas esta preocupação não é mais do que deixar-me alerta para mudar, adaptar e tentar solucionar os novos desafios que ai vêm, e acho que estamos em tempos de criação e de nos reinventar-mos, para criarmos adaptação aos novos tempos. 

Em termos profissionais tens a tua situação definida já relativamente ao pós-pandemia?

- De momento continuo a trabalhar em regime de teletrabalho para o SCU Torreense, elaborando toda a próxima época, que está praticamente finalizado e que brevemente apresentaremos o mesmo e os rostos das pessoas que integrarão o projecto.  Relativamente à próxima época penso haver vontade de renovação do meu contrato por parte do SCU Torreense apesar de ainda não termos falado acerca da mesma, e da minha parte também existe essa vontade, mas é assunto para se pensar mais perto da data, neste momento o foco é total em elevar os padrões do SCU Torreense Futebol Formação e o mais rapidamente possível chegar com todas as nossas equipas (juniores, juvenis e iniciados) aos campeonatos nacionais que é o lugar onde este clube tem de estar, para se assumir novamente como líder no panorama do futebol formação na região Oeste e de seguida ambicionar-mos um posicionamento de excelência em termos nacionais. 


Fala-nos dos objectivos que tens na tua carreira.

- O meu objectivo neste momento é em ajudar a desenvolver cada vez mais o projecto do SCU Torreense, ajudando para cada vez mais a organização e o processo formativo dos nossos atletas seja de excelência e os permita olhar para o SCU Torreense como um clube formador quer dentro quer fora do campo. 

Pessoalmente nunca escondi, que o futebol sénior e o processo de treino (o estar no terreno) fazem parte dos meus objectivos futuros, mas gosto de pensar no momento e de me focar nesse momento, e penso que as ferramentas que estou a ganhar nesta funções me ajudarão a num futuro estar mais preparado para o sucesso nos contextos que sempre trabalhei para os alcançar, mas cada coisa no seu tempo! 


Desde muito cedo, tens ido atrás do teu sonho... isso já te fez viver experiências muito giras. Podes contar-nos o episódio que viveste em Londres com o André Villas-Boas?

- Lá está, foi num momento de desespero e de calamidade pessoal que me fez arriscar, num momento em que a vida em Londres não corria da forma que tinha planeado e que a frustração pelo não domínio da língua e também por naquela altura não estar a conseguir entrar no mundo do futebol em Inglaterra, cheguei a um ponto de ter sentido a aventura por perdida, mas um dia fui até ao centro de treinos do Tottenham Hotspurs F.C. e estive cerca de 4/5 horas à espera que o mister André Vilas-Boas saísse, e quando isso aconteceu tive a oportunidade de falar um pouco com ele e o mesmo deixou-me no decorrer dessa semana assistir ao seu trabalho semanal. Foi passar da frustração da vida em Londres não estar a correr tão bem, para passar a assistir in loco ao trabalho de um treinador de top mundial com jogadores de top mundial. De frisar a humildade que o mister sempre demonstrou em frente as câmeras e que todos conhecemos, mas principalmente essa humildade nos bastidores e a oportunidade que me abriu de poder ver como ele trabalhava e também aprender através da observação. 


Que mensagem deixas aos nossos leitores?

- Que aguentem forte, que ajudem os seus mas também os outros, que os que estão confinados aproveitem a evoluírem em algo que até aqui não tinham tanto tempo, e que só assim após esta pandemia passar poderemos afirmar que "Vai ficar tudo bem". Um abraço a todos. 




340 visualizações

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro