"Crescer depressa pode ser uma grande queda"



Hoje, vivemos numa grande crise, a nível económico para clubes e famílias. Clubes com dificuldades financeiras devido à paragem das competições, quotas que não foram pagas nesses tempos difíceis e muita coisa que gere um clube. Pais que já não conseguem pagar mensalidades devido aos cortes salariais e percas de emprego. A vida está difícil para todos. Mas apercebemo-nos que há clubes que tentam a todo o custo subir o seu estatuto à custa de outros chamados mais "pequenos". Sabemos que em cada região existem e existirá sempre o chamado "grande" mas esse crescimento é muitas vezes realizável à custa dos clubes que trabalham imenso para ver os seus frutos seguirem para rumos mais altos. O que acontece hoje em dia, clubes que querem crescer rapidamente fazem esforços e pressings a atletas de outros clubes para se mudarem. Imaginemos uma equipa que é criada e se sagra campeã no seu primeiro ano. Com todo o mérito é lógico, pelo trabalho efectuado durante a temporada, mas podem chamar a esse escalão, "equipa de formação do clube?" Equipa que foi criada por jogadores formados por outros clubes que nem contactados são, apenas o contacto é feito directo ao jogador? Equipa criada de jogadores de um lado e de outro? Onde está a formação? Onde está o trabalho de treinadores, equipas técnicas, direção e tudo o que envolve o clube para fazer crescer atletas? Equipa de formação é uma equipa que começa de baixo e cresce, escalão a escalão até ao topo! Devem existir regras, devem existir leis para proteger quem forma e quem os vem buscar. Isso é ética no desporto. Beneficiar e proteger quem forma e trabalha na formação. Crescer depressa à custa de outros pode ser uma grande queda! 


211 visualizações

+351 917 777 418

  • White Facebook Icon

Segue-nos

Bairro Filomena, N° 7 B - 2530-806 Vimeiro